quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Google Street View começa a registrar ribeirinhos da Amazônia

Equipe do Google começa a captar cenas da floresta amazônica para o projeto "Street View na Amazônia"

Com a ajuda de um triciclo e uma canoa motorizada, uma equipe do Google começou a captar nesta quarta-feira (18) cenas da floresta amazônica para o serviço de fotografia panorâmica do site.
O projeto, inédito em área de floresta, é chamado de Street View na Amazônia e estará disponível na internet daqui a quatro meses.
Tumbira, a primeira comunidade visitada, fica a 80 quilômetros em linha reta de Manaus, ou a uma hora e meia de barco.
Vinte e três famílias moram no local, que tem uma igreja, uma escola e um campo de futebol. As "ruas" são os lagos que desembocam no igarapé Tumbira, braço do rio Negro.
Câmeras fotográficas instaladas em um triciclo, que percorrerá trilhas dentro da mata; um tripé, que entra onde a bicicleta não consegue; e uma voadeira (canoa com motor de popa) captarão imagens em 360 graus.
"A ideia é mostrar os lugares da comunidade que são importantes para seus moradores", disse Karin Tuxen-Bettman, do Google.
Lançado no Brasil em 2010, o serviço está disponível em 51 cidades de São Paulo, Minas Gerais e Rio. A meta, segundo a empresa, é implantar o Street View em todo o país.
Para realizar o projeto na Amazônia, o Google recebeu autorização das famílias e do Ceuc (Centro Estadual de Unidades de Conservação).
A equipe de seis pessoas percorrerá também as comunidades de Saracá, Santa Helena, Carão e Terra Preta até o início de setembro.
Nem todos os moradores das áreas registradas terão a chance de se ver no Street View na Amazônia, no entanto. Em Tumbira, só há energia elétrica oito horas por dia, e os oito computadores pertencem à escola.

Fonte: Folha de SP

0 comentários:

Postar um comentário

VIDEOS

Loading...